Tartaruga de estimação perdida há 30 anos é encontrada viva e perfeita no meio da bagunça de um sótão

Todas as pessoas que perderam de alguma forma seu animal de estimação sonha em algum dia reencontrá-lo novamente. Depois de 30 anos, uma tartaruga desaparecida surpreendeu seu dono quando foi encontrada perfeitamente saudável na casa da antiga mãe.

O prazer de uma família foi proporcionado pela entrada de Manuela em suas vidas.

Recentemente, Nathalye De Almeida compartilhou essa curiosa história, sobre o bichinho de estimação que sua mãe havia perdido há 30 anos atrás. O mais estranho é que o bichinho sempre morou no sótão da casa, mas ninguém sabe como ele sobreviveu.

No início dos anos 1980, a mãe de Nathalye perdeu Manuela, sua tartaruga, e eles passaram semanas vasculhando a área ao redor da casa, mas não conseguiram encontrá-la novamente.

Era como se a tartaruga tivesse cavado um buraco no chão para nunca mais ser vista.

Quando o avô de Nathalye faleceu em 2013, a família decidiu visitar a antiga casa para separar os itens do falecido e deixar a propriedade. Foi quando apareceu a tartaruga Manuela.

Nathalye ficou surpresa quando a tartaruga foi descoberta em meio às ruínas do antigo porão.

Acontece que a pequena criatura estava presa no mesmo lugar todo esse tempo, sem ninguém para alimentá-la.

Felizmente, a tartaruga conseguiu viver sem qualquer ajuda. Foram as larvas e os insetos que salvaram a vida de Manuela nessas três décadas de escuridão.

Entre a poeira e objetos antigos estava a tartaruga que tanto procuravam.

Encontrar o animal de estimação de no meio de tristeza pela morte de seu pai foi um magnífico presente do universo para a mãe de Nathalye. Ter Manuela de volta em sua vida foi uma fonte de motivação para ela, mesmo que nada pudesse trazer seu pai de volta à vida.

“Ficamos chocados! Minha mãe veio chorando porque não acreditou. Encontraram Manuela!”, disse Almeida.

Se você acha que a tartaruga viveu demais, saiba que Manuela reapareceu há 10 anos e está mais saudável do que nunca. Esses répteis podem viver até 70 anos, embora não possam ter tantos filhotes depois de 10 anos.

Veja também

O momento tocante em que um cachorro doa seu cobertor para um cão de rua se proteger do frio

O ato altruísta de dar um cobertor a um cachorro de rua que morava em …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.