Elefantes evoluem e nascem sem presas em resposta aos caçadores; a natureza é incrível

Existem diversos fatores que podem influenciar na evolução e adaptação dos animais. No caso dos elefantes, as presas estão entre suas características mais importantes na sobrevivência, pois elas ajudam o animal a levantar galhos pesados, derrubar árvores, rasgar castas e no combate contra outros efantes.

No entanto, um número restrito desses animais do Parque Nacional de Gonrongosa em Moçambique, nasceu sem essas características cruciais para os elefantes, e os cientistas alegam que isso é uma resposta aos caçadores furtivos que matam brutalmente esses animais para arrancarem suas presas de marfim.

O fenõmeno começou a ser notado após o fim da guerra em 1992. A população de elefantes fêmeas sem presas aumentou três vezes durante esse período.

“Durante a guerra, a Gorongosa era essencialmente o centro geográfico do conflito,” disse Long por email. “Como resultado, havia um grande número de soldados na área e muita motivação associada… para matar elefantes e vender o marfim para comprar armas e munições. O nível de caça furtiva resultante foi muito intenso. “

De acordo com um estudo divulgado pela revista Science, a ausência das presas parece afetar somente as fêmeas.

Os pesquisadores descobriram que as fêmeas sem presas tinham mais de cinco vezes a probabilidade de sobreviverem em um período de 28 anos do que outras fêmeas com presas, então constatous-se que a adaptação era altamente improvável de ser uma ocorrência casual.

Veja também

Pela primeira vez em 80 anos, nascem elefantes gêmeos em orfanato no Sri Lanka

Um verdadeiro milagre aconteceu em um orfanato de elefantes no Sri Lanka; Uma elefanta deu …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.